ptenrema@letras.up.pt
ptenrema@letras.up.pt

Perguntas frequentes

O que é o REMA?

Sediado na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, o REMA é uma unidade funcional vocacionada para o desenvolvimento de atividades de gestão e comunicação em ciência e tecnologia.

O que faz o REMA?

O REMA, enquanto unidade académica orientada para o desenvolvimento de atividades de gestão e comunicação, centra-se nos seguintes objetivos:

  • Impulsionar a visibilidade e o impacto da ciência desenvolvida na FLUP, interna e externamente.
  • Desenvolver estratégias inovadoras de comunicação do conhecimento produzido no âmbito da FLUP, incluindo a comunicação digital, em permanente articulação com as Unidades I&D e restante comunidade FLUP.
  • Participar na criação e desenvolvimento de novas parcerias, não exclusivamente académicas, com o objetivo de promover a investigação da FLUP e consolidar a sua internacionalização.
  • Divulgar oportunidades de financiamento da ciência e realizar sessões de informação/sessões de trabalho com vista à partilha e discussão de estratégias de captação de financiamento no âmbito de concursos nacionais e internacionais.
  • Prestar aconselhamento especializado durante as várias fases dos projetos propostos a financiamento – da conceção à submissão.
  • Colaborar na adequação das candidaturas aos objetivos da Agenda 2030 das Nações Unidas.
  • Sinalizar e encaminhar os casos em que o texto em língua inglesa das propostas necessite de edição ou revisão, ou exista a necessidade de evidenciar questões éticas inerentes ao projeto, entre outros exemplos.
  • Conceber estratégias de elaboração de propostas a financiamento científico, pautadas pela concisão, rigor e exequibilidade, e adaptadas a cada projeto/call, em estreita colaboração com o(a)s proponente(s) das mesmas.

Pretendo preparar uma candidatura a um programa de financiamento. Que tipo de colaboração posso esperar obter do REMA?

O REMA oferece aconselhamento especializado durante as várias fases do processo de preparação de candidaturas a propor a programas de financiamento, nacionais e internacionais, da sua conceção à submissão, à exceção de questões orçamentais – que deverão ser remetidas, com o conhecimento do REMA (rema@letras.up.pt), à Unidade de Projetos dos Serviços Partilhados da Universidade do Porto, através do email: projetos@sp.up.pt. O REMA propõe-se analisar questões de formulação e estratégia dos projetos, o que envolve a análise da adequação do projeto ao concurso a que se submete e aos seus objetivos específicos (incluindo a sua adequação aos objetivos da Agenda 2030 das Nações Unidas, por exemplo), e a sua consistência interna. Neste ponto, o REMA examina a clareza, a objetividade e o rigor da comunicação, não procedendo, porém, a qualquer revisão linguística dos textos em apreciação.

A intervenção direta do REMA requer a existência de uma proposta prévia de candidatura ou plano de investigação associado à mesma, elaborados de acordo com os guiões de candidatura de cada agência de financiamento (e.g. idioma de submissão da candidatura, limite de palavras/caracteres, estrutura ou secções do formulário de candidatura). Esta é uma base fundamental de trabalho, pois somente cada proponente possui o indispensável conhecimento especializado da sua respetiva área científica, e, dentro da mesma, dos motivos exatos pelos quais a expansão do conhecimento e a inovação advindas da proposta a apresentar são merecedoras de financiamento.

Adverte-se, igualmente, que a ação do REMA não pressupõe um conhecimento específico de cada área disciplinar e científica, domínios estes sempre da responsabilidade dos coordenadores e equipas de cada projeto.

O REMA pode colaborar em candidaturas cuja instituição proponente não seja a Faculdade de Letras da Universidade do Porto, quando estiver previsto o envolvimento de docentes e/ou investigadores da FLUP?

A ação do REMA é direcionada a candidaturas que tenham na FLUP, ou em alguma das suas Unidades de I&D, o proponente principal. Em algumas circunstâncias, e apenas quando previamente acordado, o REMA poderá colaborar em candidaturas nas quais a participação da FLUP, a partir do envolvimento dos seus membros, seja considerada particularmente relevante.

É obrigatório o envio de propostas de candidatura ao REMA?

A solicitação de colaboração do REMA e o envio da proposta de candidatura são facultativos, ficando essa decisão a cargo dos responsáveis pelo projeto.

O REMA deve, porém, tomar conhecimento da submissão de candidaturas no âmbito da FLUP e das suas Unidades de I&D, tanto para fins de sistematização e análise da produção científica financiada desenvolvida no seio da FLUP, como para efeitos de estudo e desenvolvimento de políticas de comunicação e de investigação financiada, em articulação com os órgãos competentes da FLUP.

É necessária a aprovação do REMA para submeter candidaturas de projetos a programas de financiamento?

Não. A elaboração e submissão de candidaturas podem ter lugar sem o acompanhamento do REMA. Cabe à Direção da FLUP validar institucionalmente a submissão dessas candidaturas quando estas ocorrem através da FLUP e das suas Unidades de I&D.

Quando é que se deve apresentar uma proposta de candidatura ao REMA para apreciação?

Dependendo dos programas de financiamento, uma candidatura deve começar a ser preparada com a devida antecedência, variável conforme a sua complexidade, equipas e parcerias envolvidas. O REMA definirá, para cada concurso, datas-limite para apresentação de propostas de candidaturas e para a subsequente entrega da proposta completa para análise. O cumprimento desses prazos é condição indispensável para uma resposta adequada e exequível do REMA.

A minha candidatura foi aprovada. Que tipo de apoio posso obter do REMA?

Cabe ao REMA a identificação de oportunidades de financiamento e a prestação de um aconselhamento especializado na preparação de projetos candidatos, desde a conceção à sua submissão. A execução de qualquer projeto, depois de aprovado, não faz parte das atribuições do REMA. No entanto, sempre que pertinente, o REMA colaborará e/ou aconselhará em matérias, por exemplo, de divulgação dos resultados do projeto ou em estratégias de comunicação e transferência de conhecimento.

O REMA pode apoiar a elaboração das componentes orçamentais das candidaturas?

Embora o REMA possa manifestar-se de forma genérica quanto à adequação dos valores solicitados aos objetivos dos projetos, não faz parte das suas competências o apoio à elaboração de orçamentos. Esta é uma atribuição da Unidade de Projetos dos Serviços Partilhados da Universidade do Porto (projetos@sp.up.pt), dependendo a sua validação da Direção da FLUP.

O REMA deve, no entanto, receber as propostas de orçamentos como componente da candidatura, as quais serão reencaminhadas à referida Unidade sediada na FLUP.

O REMA pode assinar termos de compromisso em nome da FLUP?

Não. Esta é uma atribuição exclusiva da Direção da FLUP.

O REMA pode prestar consultoria jurídica relacionada com a elaboração de candidaturas a financiamento científico?

A consultadoria de natureza jurídica não faz parte das incumbências do REMA devendo, para este fim, ser consultado o Serviço de Apoio Jurídico da U. Porto, através do email: apoiojuridico@sp.up.pt.

O REMA orienta a elaboração de projetos e/ou candidaturas a Bolsas de Doutoramento?

As candidaturas a Bolsas de Doutoramento são da responsabilidade dos proponentes individuais. Contudo, e visto que as atribuições do REMA se articulam com as iniciativas institucionais acionadas no âmbito da FLUP e das suas Unidades de I&D, se estas últimas funcionarem como entidades de acolhimento deste tipo de candidaturas, poderá existir uma colaboração do REMA nestes processos – por exemplo, através de sessões coletivas de explicitação dos processos inerentes à preparação de candidaturas a financiamento.

Pretendo organizar um evento científico. Que tipo de colaboração pode o REMA oferecer?

Por norma, a realização de eventos científicos articula-se com a implementação dos planos estratégicos das Unidades de I&D da FLUP e/ou dos seus Departamentos. A estes cabe a prestação de apoio à organização desses eventos. Tal facto não invalida que o REMA, quando para isso solicitado, possa dar aconselhamento relativo a estratégias de comunicação e de transferência de conhecimento conducentes à promoção e à divulgação do evento científico em questão, e à disseminação dos resultados decorrentes do mesmo.

Perguntas frequentes

O que é o REMA?

Sediado na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, o REMA é uma unidade académica vocacionada para o desenvolvimento de atividades de gestão e comunicação em ciência e tecnologia.

O que faz o REMA?

O REMA, enquanto unidade académica orientada para o desenvolvimento de atividades de gestão e comunicação, centra-se nos seguintes objetivos:

  • Impulsionar a visibilidade e o impacto da ciência desenvolvida na FLUP, interna e externamente.
  • Desenvolver estratégias inovadoras de comunicação do conhecimento produzido no âmbito da FLUP, incluindo a comunicação digital, em permanente articulação com as Unidades I&D e restante comunidade FLUP.
  • Participar na criação e desenvolvimento de novas parcerias, não exclusivamente académicas, com o objetivo de promover a investigação da FLUP e consolidar a sua internacionalização.
  • Divulgar oportunidades de financiamento da ciência e realizar sessões de informação/sessões de trabalho com vista à partilha e discussão de estratégias de captação de financiamento no âmbito de concursos nacionais e internacionais.
  • Prestar aconselhamento especializado durante as várias fases dos projetos propostos a financiamento – da conceção à submissão.
  • Colaborar na adequação das candidaturas aos objetivos da Agenda 2030 das Nações Unidas.
  • Sinalizar e encaminhar os casos em que o texto em língua inglesa das propostas necessite de edição ou revisão, ou exista a necessidade de evidenciar questões éticas inerentes ao projeto, entre outros exemplos.
  • Conceber estratégias de elaboração de propostas a financiamento científico, pautadas pela concisão, rigor e exequibilidade, e adaptadas a cada projeto/call, em estreita colaboração com o(a)s proponente(s) das mesmas.

Pretendo preparar uma candidatura a um programa de financiamento. Que tipo de colaboração posso esperar obter do REMA?

O REMA oferece aconselhamento especializado durante as várias fases do processo de preparação de candidaturas a propor a programas de financiamento, nacionais e internacionais, da sua conceção à submissão, à exceção de questões orçamentais – que deverão ser remetidas, com o conhecimento do REMA (rema@letras.up.pt), à Unidade de Projetos dos Serviços Partilhados da Universidade do Porto, através do email: projetos@sp.up.pt. O REMA propõe-se analisar questões de formulação e estratégia dos projetos, o que envolve a análise da adequação do projeto ao concurso a que se submete e aos seus objetivos específicos (incluindo a sua adequação aos objetivos da Agenda 2030 das Nações Unidas, por exemplo), e a sua consistência interna. Neste ponto, o REMA examina a clareza, a objetividade e o rigor da comunicação, não procedendo, porém, a qualquer revisão linguística dos textos em apreciação.

A intervenção direta do REMA requer a existência de uma proposta prévia de candidatura ou plano de investigação associado à mesma, elaborados de acordo com os guiões de candidatura de cada agência de financiamento (e.g. idioma de submissão da candidatura, limite de palavras/caracteres, estrutura ou secções do formulário de candidatura). Esta é uma base fundamental de trabalho, pois somente cada proponente possui o indispensável conhecimento especializado da sua respetiva área científica, e, dentro da mesma, dos motivos exatos pelos quais a expansão do conhecimento e a inovação advindas da proposta a apresentar são merecedoras de financiamento.

Adverte-se, igualmente, que a ação do REMA não pressupõe um conhecimento específico de cada área disciplinar e científica, domínios estes sempre da responsabilidade dos coordenadores e equipas de cada projeto.

O REMA pode colaborar em candidaturas cuja instituição proponente não seja a Faculdade de Letras da Universidade do Porto, quando estiver previsto o envolvimento de docentes e/ou investigadores da FLUP?

A ação do REMA é direcionada a candidaturas que tenham na FLUP, ou em alguma das suas Unidades de I&D, o proponente principal. Em algumas circunstâncias, e apenas quando previamente acordado, o REMA poderá colaborar em candidaturas nas quais a participação da FLUP, a partir do envolvimento dos seus membros, seja considerada particularmente relevante.

É obrigatório o envio de propostas de candidatura ao REMA?

A solicitação de colaboração do REMA e o envio da proposta de candidatura são facultativos, ficando essa decisão a cargo dos responsáveis pelo projeto.

O REMA deve, porém, tomar conhecimento da submissão de candidaturas no âmbito da FLUP e das suas Unidades de I&D, tanto para fins de sistematização e análise da produção científica financiada desenvolvida no seio da FLUP, como para efeitos de estudo e desenvolvimento de políticas de comunicação e de investigação financiada, em articulação com os órgãos competentes da FLUP.

É necessária a aprovação do REMA para submeter candidaturas de projetos a programas de financiamento?

Não. A elaboração e submissão de candidaturas podem ter lugar sem o acompanhamento do REMA. Cabe à Direção da FLUP validar institucionalmente a submissão dessas candidaturas quando estas ocorrem através da FLUP e das suas Unidades de I&D.

Quando é que se deve apresentar uma proposta de candidatura ao REMA para apreciação?

Dependendo dos programas de financiamento, uma candidatura deve começar a ser preparada com a devida antecedência, variável conforme a sua complexidade, equipas e parcerias envolvidas. O REMA definirá, para cada concurso, datas-limite para apresentação de propostas de candidaturas e para a subsequente entrega da proposta completa para análise. O cumprimento desses prazos é condição indispensável para uma resposta adequada e exequível do REMA.

A minha candidatura foi aprovada. Que tipo de apoio posso obter do REMA?

Cabe ao REMA a identificação de oportunidades de financiamento e a prestação de um aconselhamento especializado na preparação de projetos candidatos, desde a conceção à sua submissão. A execução de qualquer projeto, depois de aprovado, não faz parte das atribuições do REMA. No entanto, sempre que pertinente, o REMA colaborará e/ou aconselhará em matérias, por exemplo, de divulgação dos resultados do projeto ou em estratégias de comunicação e transferência de conhecimento.

O REMA pode apoiar a elaboração das componentes orçamentais das candidaturas?

Embora o REMA possa manifestar-se de forma genérica quanto à adequação dos valores solicitados aos objetivos dos projetos, não faz parte das suas competências o apoio à elaboração de orçamentos. Esta é uma atribuição da Unidade de Projetos dos Serviços Partilhados da Universidade do Porto (projetos@sp.up.pt), dependendo a sua validação da Direção da FLUP.

O REMA deve, no entanto, receber as propostas de orçamentos como componente da candidatura, as quais serão reencaminhadas à referida Unidade sediada na FLUP.

O REMA pode assinar termos de compromisso em nome da FLUP?

Não. Esta é uma atribuição exclusiva da Direção da FLUP.

O REMA pode prestar consultoria jurídica relacionada com a elaboração de candidaturas a financiamento científico?

A consultadoria de natureza jurídica não faz parte das incumbências do REMA devendo, para este fim, ser consultado o Serviço de Apoio Jurídico da U. Porto, através do email: apoiojuridico@sp.up.pt.

O REMA orienta a elaboração de projetos e/ou candidaturas a Bolsas de Doutoramento?

As candidaturas a Bolsas de Doutoramento são da responsabilidade dos proponentes individuais. Contudo, e visto que as atribuições do REMA se articulam com as iniciativas institucionais acionadas no âmbito da FLUP e das suas Unidades de I&D, se estas últimas funcionarem como entidades de acolhimento deste tipo de candidaturas, poderá existir uma colaboração do REMA nestes processos – por exemplo, através de sessões coletivas de explicitação dos processos inerentes à preparação de candidaturas a financiamento.

Pretendo organizar um evento científico. Que tipo de colaboração pode o REMA oferecer?

Por norma, a realização de eventos científicos articula-se com a implementação dos planos estratégicos das Unidades de I&D da FLUP e/ou dos seus Departamentos. A estes cabe a prestação de apoio à organização desses eventos. Tal facto não invalida que o REMA, quando para isso solicitado, possa dar aconselhamento relativo a estratégias de comunicação e de transferência de conhecimento conducentes à promoção e à divulgação do evento científico em questão, e à disseminação dos resultados decorrentes do mesmo.